728x90 AdSpace

  • Plantão

    O QUE ROLA EM ANCHIETA: Mobilização Popular

    Divulgação site oficial da Câmara de Anchieta
     (foto Andrews Quinteiro).

    Cada dia ganha mais força as mobilizações populares em Anchieta, desta vez foram os usuários do transporte universitário e curso técnico.


    Dando um show de democracia a população de Anchieta se mobiliza de forma ordeira em diversos debates na Prefeitura e depois na Câmara. A classe política se mobilizou apontando duas formas de solução, uma na sexta dia 07 de julho com um projeto de Lei que destina 20% dos royalties a possível aplicação no transporte, foram os vereadores autores: Geovene, Alexandre Assad, José Maria, Tássio Brunoro, Robinho e Beto Caliman. No dia 10 de julho na segunda um requerimento foi protocolado na Câmara sugerindo que os recursos que a Câmara economizar, que sejam retornados para prefeitura indicando para que o Prefeito Fabrício use no custeio no transporte destes alunos, foram autores os vereadores: Tereza, Richard, Serginho, Renato e Cleber.


    Na terça dia 11 de julho no requerimento embora pudesse haver polêmica os vereadores votaram favoráveis por unanimidade sem debate. Já no Projeto de Lei os vereadores autores do requerimento debateram firmemente contra o Projeto de Lei, falando sobre “vício de iniciativa” dentre outros problemas, uma pergunta saia em tom baixo no Plenário se o Projeto de Lei tem vício de iniciativa, o requerimento também teria, pois é ato do Presidente da Câmara e não do Plenário... Os alunos viram e participaram de um processo democrático de debates e viram na verdade a FORÇA QUE O POVO TEM, pois o povo presente faz a classe política se mover.


    Com tudo, ainda deixava a situação amarga para os estudantes, porque o transporte não será mais ofertado no segundo semestre de 2017. A Câmara definiu uma audiência pública no sábado 15 de julho, com a presença do Prefeito, todos os vereadores, exceto o líder de governo Renato estiveram presentes, logicamente alguns secretários e servidores tanto da Câmara quanto da Prefeitura e a presença maciça dos estudantes. Numa explanação sobre a situação das projeções das contas do município o Prefeito Fabrício Petri e sua equipe exporão, finalizando com a triste notícia que a prefeitura não mais ofertará o transporte aos estudantes técnicos e universitários, mesmo porque não fizeram licitação e o contrato atual não pode ser prorrogado.


    Estava lá, neste momento senti a tristeza do povo, mas com uma força incrível para lutar e com a palavra os universitários deram um show de saídas, tudo com Leis, seja com compra de ônibus usando ata de registro de preço o Governo Federal, foram inúmeras ideias. O vereador Richard tentou buscar para ver se o prefeito prorrogasse, mas não obteve resposta positiva. Beto Caliman, disse que prefeitura poderia comprar ônibus (há casos em registro de preço que dividem até em 72 vezes o veículo), e foi solidário com os estudantes, totalmente contra o corte.


    Por fim, o Presidente da Câmara Tássio Brunoro, juntamente com o Prefeito Fabrício Petri vieram com uma proposta: antes a Prefeitura repassaria R$100,00 para os estudantes que estudassem mais próximo e R$200,00 para os estudantes que estudassem mais distantes. Tássio, falou que garantia uma economia de 500 mil na Câmara até o fim do ano e repassaria este recurso para prefeitura, sendo assim o Prefeito Fabrício Petri disse que repassaria aos estudantes o dobro do valor proposto, ou seja, R$200para os estudantes que estudassem mais próximo e R$400,00 para os estudantes que estudassem mais distantes, e cada um se responsabilizaria pelo transporte individualmente.

    Os estudantes ficaram de dar uma resposta ao Prefeito que deve mandar um projeto de Lei para Câmara.

    Wander Loureiro, autor da coluna O que Rola em Anchieta? 

    Narrei este fato e imagino o que vem pela frente no que se refere aos cortes de benefícios e direitos dos servidores municipais, estes benefícios e direitos são muito mais difíceis de serem suprimidos, pois são amparados por Leis e somente podem ser mudados por outra Lei ou suprimindo ou revogando. A classe dos servidores está mobilizada com a “turbinas quentes” e novamente a Câmara de Anchieta que é a Casa do Povo será palco de um show de democracia.


    Mobilizado o Povo dirige seus representantes ao caminho que Povo concorda percorrer.

    Como sempre, finalizo com uma citação, desta vez de Albert Einstein:

     


    “O meu ideal político é a democracia, para que todo o homem seja respeitado como indivíduo e nenhum venerado”.


    Wander Loureiro Bertaso
    Administrador
    • Blogger Comments
    • Facebook Comments
    Item Reviewed: O QUE ROLA EM ANCHIETA: Mobilização Popular Rating: 5 Reviewed By: Da redação
    Scroll to Top